Re-branding da QuintoAndar, conversei com a Letícia Pires.

Originalmente postado no The Design Edition em Jan, de 2022.

O rebranding da QuintoAndar girou bastante pelas internets da vida nesses últimos dias, trabalho fino, muito bem executado. Fico pensando sempre no trabalho coordenado que acontece por trás das cenas, alinhar pessoas, produtos, arquivos, comunicação, plataformas… é um empenho enorme. Mas também tive outras perguntas e a Letícia Pires, Diretora de Product Design na QA, teve a paciência de me ajudar com respostas bem claras que você pode ler logo abaixo. Obrigado Letícia! 🙌🏻

Qual a ligação do crescimento da QA com a necessidade de um rebranding?

LP: No começo da história do QuintoAndar focamos muito em desenvolver produtos e serviços que fossem pertinentes para as dores das pessoas com a experiência do mercado imobiliário, e esses esforços dedicados se refletiam em todas as áreas — incluindo design de produto.

No marketing nossa equipe começou muito focada em crescimento, em atração de pessoas. Olhar para o nosso posicionamento, nossa expressão de marca, identidade, voz e outros tantos atributos foi fundamental no último ano, pois nossa marca foi se consolidando mas ela ainda não tinha esses fundamentos básicos esclarecidos. E eles faziam falta para compor o direcionamento do nosso negócio.

E além disso, o mundo mudou, as necessidades sobre o morar mudaram, e era hora de refletir tudo que fazemos, somos — e também sonhamos!

Porque foi decidido contratar um estúdio em NY e não no Brasil mesmo?

LP: O QuintoAndar já se coloca como empresa global. Somos a maior e mais valiosa plataforma de moradia da América Latina em pleno processo de expansão. Gostaríamos que a nossa marca fosse revisitada já considerando a abrangência global. Por isso, procuramos escritórios com excelência que nos ajudassem a concretizar esse trabalho. Conversamos com escritórios do mundo todo e encontramos a Porto Rocha.

Com eles rolou sinergia e fez sentido fazer o projeto com eles, pois sabíamos do potencial de desenvolver uma identidade de marca contemporânea e global, tendo a facilidade de conhecerem o contexto cultural da nossa marca e falarem a nossa língua. Estamos muito felizes com o resultado.

E como imagino que o time de designers ai dentro seja grande, porque foi decidido de fazer isso fora e não internamente?

LP: Engana-se quem acha que não foi feito internamente. O ponto de partida foi a estratégia da marca, desenvolvida pelo nosso time interno. Já o trabalho de identidade visual da Porto Rocha contou com diversos times no processo, que co-criaram junto à Porto muitas vezes para definirmos elementos importantes da identidade.

O time interno do lado de MKT também gerenciou ou produziu assets da nova marca (ex. shooting, ilustrações, vídeo manifesto), enquanto o de de design de produto desenvolveu a implementação da marca tanto no produto quanto nas mais diversas áreas, não só pensando na virada da identidade mas também em escala, como iniciativas de design system.

A troca com o time de produto foi fundamental no refinamento do trabalho da Porto Rocha inclusive. Os times que foram centrais no processo do rebranding foram: Branding, Criação, Marketing Comms, Design de Produto, Produto, Engenharia, People e Comms Institucional. É uma trabalheira gigante! Mas estamos puro orgulho de estar de cara nova.

Assine o The Design Edition para ter textos frescos toda semana no seu inbox, ou me siga aqui no Medium onde publico meus textos com um pouco de delay 🙂

Até a próxima!
Al Lucca

--

--

--

Designer— Host of Expatria.co podcast — Newsletter The Design Edition — Mentor @trydesignlab — Conteúdo (mostly) em Português

Love podcasts or audiobooks? Learn on the go with our new app.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store
Al Lucca

Al Lucca

Designer— Host of Expatria.co podcast — Newsletter The Design Edition — Mentor @trydesignlab — Conteúdo (mostly) em Português

More from Medium

With j-hope, IG stands for InGenious

DEFIDEX

Turning exercise into a Role Playing Game (RPG)

MSBA Practicum: ‘the best kick-starter for an analytics career’