O Mercado Precisa de Designers…

prontos para o mercado,
que saibam executar,
que conheçam suas responsabilidades.

Graças aos magníficos algoritmos e ou simplesmente pelo fato de você me seguir pelo Twitter ou Medium, esse post apareceu na sua frente, independente do meio, você chegou aqui porque o assunto — Design — te interessa.

Hoje faço parte dos quarentões, ou seja, um veterano do mercado. Comecei lá nos anos 90 com design gráfico, acabei na web e mais recentemente no mundo dos aplicativos. Em todos esses anos de profissão vi diferentes plataformas nascerem, métodos de trabalho serem implementados e depois cancelados da face da terra, diferentes estrutura de times, ferramentas novas que nasceram e outras que desapareceram, mas um fato não mudou em todos esses anos, a necessidade de correr atrás do mercado e aprender através do método que muita gente conhece, o põe a mão na massa!

A internet nos ajuda muito nesse processo, é relativamente fácil aprender a usar uma ferramenta hoje em dia, a quantidade de conteúdo disponível online é mais do que suficiente para dominar um novo software em pouco tempo, mas o problema da educação focada na realidade do mercado — menos blá, blá, blá… mais ação — ainda persiste. Será que não conseguimos ter algo que vá além da ferramenta, que discuta o papel do profissional dentro de um time, os processos, as diferenças entre ser mais um e ser um agente de mudança, e claro, a formação de um profissional mais maduro e pronto pra realidade? Eu acredito que sim.

Onde estão os profissionais completos?

Muito do meu tempo, hoje em dia, é investido na caça de bons profissionais, e por mais que exista uma quantidade decente de designers no mercado, a grande maioria não está pronta para criar um produto do início ao fim, os motivos são vários, desde o simples fato dos designers aprenderem a metodologia mas não conseguirem executar, ou pensarem que o trabalho se limita a criar algo "bonitinho", ou a total falta de sinergia com o time de desenvolvimento e por aí vai. Sentar na frente do computador e criar telas é somente uma parte de todo o processo de design.

Comecei então, a pesquisar opções que focassem na formação de designers de produto, e quando falo produto não estou me referindo a cadeiras, ou sofas, falo de produtos digitais (Spotify, Netflix, Facebook…), e não demorou muito para perceber que não temos opções, as poucas alternativas são focadas em disciplinas específicas ou velhos modelos que ensinam a teoria de forma frágil sem aplicação no mundo real.

Esse processo me deu a inspiração necessária para começar a compartilhar com quem está chegando no mercado hoje, tudo o que aprendi sobre o que significa ser designer. Acabei me envolvendo com um projeto de mentoria nos EUA, e desde 2014 compartilho experiências, dúvidas e respostas com aspirantes designers. Comecei a pensar que precisamos de algo assim no mercado brasileiro, nós temos um imenso talento nesse país, que pode obviamente, se desenvolver e ajudar as empresas a terem sucesso com seus produtos e serviços ou tentar algo fora do Brasil também, questão que também terei o maior prazer em compartilhar informações.

Quem sou eu?

Um pouco sobre a minha carreira, que é na verdade a única credencial que tenho para montar um projeto desse tipo :)

Sou formado pela PUC-PR, turma de 1996, curso de Desenho Industrial, especialização em Comunicação Visual. Comecei a trabalhar com design no primeiro ano da faculdade, primeiro como arte-finalista de embalagens para carvão, feijão, erva-mate… depois passei a trabalhar com design de branding, editorial e embalagem. Até que no ano 2000 mergulhei no design digital e nunca mais voltei atrás. Trabalhei com websites e mais recentemente com aplicativos para telefones, tablets e TV. Durante 8 anos administrei a Luccaco, onde tive a oportunidade de trabalhar com o grupo Positivo e grupo Marista no Brasil, e várias organizações como a Médicos sem Fronteiras na França, diversas agências da ONU nos Estados Unidos, a ILO na Suíça, a UNDP na Dinamarca, e ainda MTV e grupo La Repubblica na Itália onde morei por 8 anos.

Hoje moro em Nova York, estou aqui desde 2013, comando o time de design de Apps na Viacom. No momento que escrevo esse texto, acabamos de passar por uma grande reestruturação e estamos no processo de re-design de todos os nossos produtos, MTV, Comedy Central, Paramount, VH1, Logo TV, CMT entre outras marcas que fazem parte do grupo.

Tive a honra de ter trabalhos reconhecidos pela Adobe no Max Awards e publicações como Web Design Annual e Web Design Index.

Por onde começar?

Espero que eu tenha explicado os motivos que fazem de fundamento a esse projeto, visite o site do DesignCamp para ter mais informações sobre os módulos, sistema de mentoria, etc… e por favor entre em contato pelo formulário do site ou per email mesmo, se tiver dúvidas, sugestões, etc…

www.designcamp.com.br

--

--

--

Designer— Host of Expatria.co podcast — Newsletter The Design Edition — Mentor @trydesignlab — Conteúdo (mostly) em Português

Love podcasts or audiobooks? Learn on the go with our new app.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store
Al Lucca

Al Lucca

Designer— Host of Expatria.co podcast — Newsletter The Design Edition — Mentor @trydesignlab — Conteúdo (mostly) em Português

More from Medium

Representing growth of a business through a website revamp

Bio-mimicry Designs — Lessons from the Nature

5 brilliant Laws of Gestalt

If you don’t know where you are going, any road will get you there.